sábado, 26 de dezembro de 2009

A CHAVE DA MARÉ (curta-metragem de Riccardo Migliore)

video
SINÓPSE E APRESENTAÇÃO:

Helena enfrenta uma forte crise pessoal com repercussões sobre sua vida conjugal, até que encontra a razão de sua perturbação, dentro de si e...por baixo do telhado da casa onde mora. O encontro representa uma junção entre passado, presente, e as relativas paixões, com todos os efeitos colaterais que esta fusão comporta...

Apresentação:
“A chave da maré” apresenta um enredo composto de uma relação sentimental "morna", sem muito tempero, vivenciada pela protagonista, Helena, até que a mesma entra numa profunda crise pessoal e sem se dar conta começa a perceber uma presença angustiante. Compulsivamente ela procura limpar qualquer sinal inerente ao passado, mas acaba sendo atraída exatamente pelo que recusa de maneira consciente, até que, fisicamente, Helena vai em busca deste fantasma do passado até que enfim...
Elemento fundamental do curta é aquele temporal, sendo que passado e presente vêm a coexistir e entrelaçar-se até parar de existir enquanto entidades separadas.
Há, pois três dimensões: aquela real, o devaneio e a mistura das duas, se chegando a uma insânia sublime na qual tudo convive numa louca harmonia.

Para ter acesso à matéria da TV Itararé-Cultura sobre os bastidores do curta:

Ficha técnica:
País de Produção: Brasil
Produtora: One Love Filmes (em parceria com o Moinho de Cinema da Paraíba).
Formato de captação: HDV
Tempo de duração: 15 minutos.
Fotografia: Cores-NTSC
Legendas: em inglês.

PARTICIPAÇÃO DO FILME EM FESTIVAIS E MOSTRAS DE CINEMA:
1. Seleção na Mostra Competitiva de Cinema do XIII Fenart - Festival Nacional de Artes (J. Pessoa, PB - maio de 2010)
2. Em exibição na Mostra Informativa CASOS E CASAIS, no âmbito do FBCU - Festival Brasileiro de Cinema Universitário (Rio de Janeiro e São Paulo, julho-agosto de 2010)
3. Convidado a participar da III Mostra Interestadual de Cinema Paraibano (Paraíba\Rio de Janeiro, julho de 2010)
4. Seleção na Mostra Meia Noite do Festival Curta Taquary (PE, 2010).
5. Seleção no Arraial Cine Fest, Mostra Competitiva Curta tudo (BA, 2010)
6. Convite e seleção na Mostra SESC - Curta Campina 2010 (PB, 2010)
7. Seleção na Mostra competitiva de ficção no II Festival de Cinema do Congo (PB, 2010)
8. Participação na Mostra Overdoze (SESC Centro - C. Grande, PB, 2010)
9. Participação na "Tin Tin Mostra Mundo" - Org. ABDPB - Ass. Brasileira Documentaristas e Curta-Metragistas (PB, 2010).
10. Seleção no II Festival Manuel Padeiro de Cinema e Animação (RS, 2010), Mostra Paralela
11. Seleção oficial na V Mostra Disseminação de Cinema e Vídeos Experimentais (MG, 2010)
12. Seleção oficial no VII Festival Imagem Movimento (AP, 2010).
13. Convite para exibição na Mostra Moinho de Cinema da Paraíba no MAC-PE, Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco (Olinda, PE, fevereiro de 2011).
14. Mostra "Curta em Campina" (Campina Grande, PB, julho de 2013)

ELENCO, EQUIPE E APOIOS:

Elenco:
Cássia Lobão: Helena
João Vigo: Bruno
Kleyton Canuto (Keitinho): Felipe
Rayanne Araújo: Helena jovem
Lela Belem: garçonete

Equipe:
Roteiro e Direção: Riccardo Migliore
Produção: Áurea Olímpia e Riccardo Migliore
Direção de Fotografia: Helton Paulino
Direção de Arte: Carlos Mosca
Direção de Som: Vito Quintans
Continuísmo: Manuela Belém
Maquiagem: Manuela Belém e Carlos Mosca
Música original: Nila (DJ Hunter)
Ass. de imprensa: Áurea Olímpia
Diretor de Produção: Giotto Braz
Ass.te de direção: Jhésus Tribuzi
Ass.te da Arte: Emídio Medeiros
Ass.te Câmera: Pablo Giorgio (Pablito)
II Ass.te câmera e claquete: Pablo Sousa Ferreira
Ass.te de produção: Hermano
Ass.te áudio: Emídio Medeiros, Alan
Foto Still: Manuela Belem, Katharine N. Silva
Edição: Riccardo Migliore, Carlos Mosca, Helton Paulino
Pós-produção áudio: Paulo Guilherme

Apóio:
"Moinho de Cinema da PB"
"Cabras da Peste" Produções
"Studio No Ar" (CG)
Bar "Largo da Boemia" (CG)
Restaurante "João de Barro" (CG)
Restaurante "Pizzarella" (CG)
Instituto Brasil-Itália (Milão, Itália)
"DJ HUNTER" (CG)
"Programa Diversidade" – TV Itararé (divulgação)
"Projeto Moído" e "Fundação Sistémica" (divulgação)
(...)


Biografia de Riccardo Migliore:

Nascido em Milão, Itália (1977), vive no Brasil desde 2004. Documentarista independente, recentemente foi premiado, melhor filme de média-metragem na 6a Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul (prêmio aquisição TV Brasil através da votação do público em 26 capitais estaduais + Brasília, DF) com o documentário "Barras e barreiras, retrato de Kelly Alves”.

http://www.cinedireitoshumanos.org.br/2012/rio_de_janeiro_premiados.php

Desde março de 2010 até abril 2013 prestou serviço como perito parecerista credenciado pelo Ministério da Cultura, Secretaria do Audiovisual (SAv/MinC), analisando projetos culturais inerentes à área de produção cinematográfica, através do edital de credenciamento 2009.1, sendo que atualmente é bolsista de mestrado pela CAPES, estudando Comunicação (culturas midiáticas audiovisuais) no PPGC da UFPB. O projeto de pesquisa é sobre o uso da encenação no cinema não ficcional, com ênfase no documentário paraibano, do clássico “Aruanda” aos filmes independentes atuais.

Como realizador, dirigiu e produziu diversos documentários de baixo orçamento, selecionados em festivais nacionais ou internacionais de cinema como, entre outros: É tudo verdade/Festival Internacional de Documentários/Mostra Estado das Coisas (2011); Cineport – Festival Internacional de Cinema dos Países de Língua Portuguesa/Mostra Energisa (2007, 2011), In-Edit Brasil/Festival Internacional do Documentário Musical (2011), 6ª Rassegna Brasil Cinema Contemporaneo (Milão, Itália, 2011), Zanzibar International Film Festival (2007), Cinesul – Festival de Cinema da América do Sul/Bossas Musicais (2011), Mostra Internacional do filme etnográfico (2009/2011), Cine Documenta (2010, 2011), Festival Prêmio Roberto Rossellini (Itália, 2004), 2º Uranium Film Festival (Rio de Janeiro, Junho 2012).

Em Milão ele estudou Artes (Ensino médio no “Liceo Artístico I”) e Cinema (“CFP” e “Scuola del Cinema, TV e Nuovi Media – Fondazione Scuole Civiche di Milano”, 1997-98 e 2001-2003), estagiou em diversas produtoras e trabalhou como assistente de produção em alguns comerciais de alto custo da “Mercurio Cinematografica”.

Participou de oficinas de cinema com profissionais do cinema de nível internacional como: Gianfilippo Pedote, Gianni Squitieri, Bruno d’Annunzio, Renzo Rossellini, Mohammed Kalari, Yesim Ustaoglu, Marcélia Cartaxo, Ralf Tambke entre outr@s; E também ministrou oficinas de: introdução à fotografia, introdução ao cinema e introdução ao documentário (UFCG, 2008-2009).

Filmografia de Riccardo Migliore:

Filmografia realizada no Brasil desde 2005 (para maiores informações: www.onelovefilmes.blogspot.com) 1. Documentário “Nguso Ngana Abundo - negritude que beleza”, ano de 2005 (DV, cores, 43’) 2. Documentário "Ingá-Cheio d' água", ano de 2006 (DV, 25'); 3. Documentário "A bruxa da Flor de Ouro", ano de 2006 (DV, 42'); 4. Documentário “Cantou o galo e gemeu a ema”, ano de 2007 (DV, 24’); 5. Documentário “A casa louca”, ano de 2007 (DV, cores, 35’); 6. Documentário  “Bons auspícios, amor que engorda”, ano de 2008  (DV 15’);  7. Documentário "Talhado" de José Aderivaldo (*como Diretor de Fotografia e editor) - Revelando os Brasis III (set. 2008); 8. Documentário "A batida da Lua Nova" (DV, 15', 2009); 9. “Luzes de uma noite” (Ficção, HDV, 8', 2009). 10. Documentário “A cultura do Repente: uma vídeo-interação com os poetas populares de Campina Grande” (DV, 15’, 2010/PIBIAC-UFCG);  11. A chave da maré (Ficção, HDV, 15’, 2010); 12. De repente é poesia (documentário, DV, 52’, 2009/2010); 13. “Seu Cavaco, Dom Bandolim e o Choro de Mestre Duduta na Rainha da Borborema” (documentário, DV, 52', 2010-2011); 14. Barras e Barreiras, Retrato de Kelly Alves (documentário, HDV, 38', 2011). 15. “Era uma vez na cidade atômica” (documentário, DV, 13', 2011). 16. Documentário de longa-metragem "Aqui Vale Tudo" (DV, 2012, duração 71’49”). 17. Documentário “A entrada do Rojão” (DV, 2013, 19’53” min.).

 

Links:


Links com informações biográficas de Riccardo: